segunda-feira, 30 de agosto de 2010

A Fonte Inesgotável da Riqueza

Ninguém permanece pobre porque outras pessoas monopolizaram a riqueza e puseram uma cerca nela. Você pode estar excluído dos negócios em certas áreas, mas existem outras portas abertas para você.

Em períodos diferentes a correnteza de oportunidades segue em sentidos diferentes, de acordo com as necessidades coletivas e de um determinado estagio de desenvolvimento alcançado pela sociedade. Existe uma abundância de oportunidades para a pessoa que seguir a correnteza, em vez de tentar nadar contra ela.

Sendo assim, os trabalhadores como indivíduos ou como uma classe, não são privados da oportunidade. Os trabalhadores não estão sendo “subjugados” por seus patrões; não estão sendo “esmagados” pelas grandes companhias. Como uma classe, estão onde estão porque não fazem as coisas de uma certa maneira.

A classe trabalhadora pode transformar-se na classe empregadora assim que começar a fazer as coisas de uma certa maneira. A lei da riqueza vale tanto para eles como para todos os outros. É isto que eles devem aprender, caso contrário, permanecerão onde estão e continuarão a fazer o que fazem. Entretanto, o trabalhador individual, não é mantido por baixo pela ignorância destas leis por sua classe.

Ninguém permanece na pobreza por falta de fontes de riqueza; há mais do que o suficiente para todos. Um palácio tão grande quanto o Capitólio em Washington pode ser construído para cada família da terra só com o material disponível nos EUA, e com a agricultura intensiva, este país produziria lãs, algodão, linho e seda bastante para vestir cada pessoa do mundo com roupas mais finas que as de Salomão em seus dias de glória, e o bastante para alimentá-los luxuosamente.

A fonte visível é praticamente inexaurível, e a fonte invisível o é realmente.

Tudo o que você vê na terra é feito de uma substância original, da qual todas as coisas procedem. Novas formas vão sendo feitas constantemente, e as mais antigas vão se dissolvendo, mas todas são formas assumidas por uma única matéria. Ninguém é mantido na pobreza por uma limitação na fonte de riqueza; há mais do que o bastante para todos.

Não há limite para a fonte de matéria amorfa, ou substância original. O universo foi feito dela, mas nem toda foi usada nisso. Os espaços dentro, através, e entre as formas do universo visível são permeados e preenchidos com a substância original, com a matéria amorfa - com a matéria primordial de todas as coisas. Pode ainda ser feito dez mil vezes o que já foi feito, e ainda assim não se esgotará a fonte de matéria primordial do universo.

Ninguém é, portanto, pobre porque a natureza é pobre ou porque não há o bastante a circundá-lo.

A natureza é um celeiro inexaurível de riquezas, o suprimento nunca seca. A substância original está viva com energia criativa, e está produzindo constantemente mais formas.

Quando a fonte da matéria prima esgota-se, mais é produzido. Quando o solo se esgota de modo que a matéria para o alimento e a roupa não possam mais crescer nele, ele será renovado e mais solo surgirá.

Quando todo o ouro e prata forem retirados da terra, estando a humanidade em um estágio de desenvolvimento social que necessite de ouro e prata, mais será produzido pela matéria amorfa. A matéria amorfa responde às necessidades da humanidade; não deixará o mundo ficar sem os melhores suprimentos. Isto é válido para toda a espécie humana.

A humanidade coletivamente é sempre abundantemente rica, e se alguns indivíduos são pobres é porque não seguem uma certa maneira de fazer as coisas, o que os tornaria indivíduos ricos.

A matéria amorfa é inteligente; é matéria pensante. Está viva e é impelida

sempre para mais vida. O impulso natural e inerente à vida é procurar viver mais; é natural da inteligência ampliar-se, e da consciência procurar estender seus limites e encontrar uma expressão plena. O universo foi feito pela substância viva amorfa que toma forma a fim de se auto-expressar mais plenamente.

O universo é uma grande presença viva, sempre se movendo inerentemente em direção a mais vida e seu pleno funcionamento. A natureza se transforma para a plenitude da vida, e é essa a força motriz que a impele à prosperidade da vida. Por causa disto, tudo que possa incrementar a vida é fornecido fartamente. Não pode haver nenhuma carência, ou Deus estaria contradizendo e anulando seus próprios trabalhos.



Trecho do livro "Ciência Para Ficar Rico", de Wallace D. Wattles

Nenhum comentário:

Postar um comentário