quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Crenças Fortalecedoras

     Para modelar excelência, temos de começar com os sistemas de crença da excelência. Descobri que estas sete crenças fortaleceram pessoas a usar, fazer mais, adotar maiores medidas e produzir maiores resultados. Não estou dizendo que são as únicas crenças úteis do sucesso. São um começo. Elas funcionaram para outros, e gostaria que visse se funcionam para você.

http://www.foreverliving.com.br/distribuidor/124/marcelorodrigues/

CRENÇA 1: Tudo acontece por uma razão e um fim, e isso nos serve. Lembra-se da história de W. Mitchell? Qual foi a crença central que o ajudou a superar a adversidade? Ele decidiu aproveitar o que acontecera e trabalhar com isso a seu favor, de todo modo que pudesse. Da mesma forma, todas as pessoas de sucesso têm a estranha capacidade de focalizar o que é possível numa situação, que resultados positivos podem vir dela. Não importa quão negativo seja o "retorno" ou feedback que tragam de seu ambiente, elas pensam em termos de possibilidade. Pensam que tudo acontece por uma razão, e isso as satisfaz. Acreditam que toda adversidade contém a semente de um benefício equivalente ou maior. Posso garantir-lhe que pessoas que conseguem resultados relevantes pensam dessa forma. Pense sobre isso em sua própria vida. Há um infinito número de maneiras de reagir a cada situação. Digamos que sua firma falha ao tentar conseguir um contrato com o qual você tinha contado, um contrato que você estava certo que merecia. Alguns de nós ficariam magoados e frustrados. Podemos sentar em casa e lastimar, ou sair e nos embebedar. Alguns ficariam loucos. Podemos culpar a companhia que julgou o contrato, imaginando que são um bando de indivíduos ignorantes. Ou podemos nos cul- par por arruinarmos uma coisa tida como certa. Tudo isso pode nos ajudar a desabafar um pouco, mas não re- solverá o problema. Não nos deixa mais próximos do resultado desejado. É preciso muita disciplina para sermos capazes de refazer- mos nossos passos, aprender lições penosas, reparar falhas e dar uma boa olhada nas novas possibilidades. Mas é a única maneira de ex- trair um resultado positivo do que parecia um resultado negativo...

http://www.foreverliving.com.br/distribuidor/124/marcelorodrigues/

CRENÇA 2: Não há essa coisa chamada fracasso. Há somente resultados. Esta crença é quase um corolário do número um, e é também importante em si mesma. Muitas pessoas em nossa cultura foram programadas para temer essa coisa chamada fracasso. No entanto, todos nós podemos pensar em ocasiões em que quisemos uma coisa e conseguimos outra. Fomos todos reprovados num teste, sofremos por um romance frustrante que não deu certo, montamos um plano de negócios para ver tudo sair errado.

http://www.foreverliving.com.br/distribuidor/124/marcelorodrigues/

     Usei as palavras "efeito" e "resultados" porque é o que as pessoas bem-sucedidas vêem. Elas não vêem fracasso. Não acreditam nele. Isso não conta. As pessoas sempre conseguem alcançar algum tipo de resultado.

http://www.foreverliving.com.br/distribuidor/124/marcelorodrigues/

     Os supersucessos de nossa cultura não são pessoas que não falham, mas simplesmente pessoas que sabem que se tentarem alguma coisa e não obtiverem o resultado desejado, pelo menos tiveram uma experiência de aprendizado. Elas usam o que aprenderam e tentam alguma outra coisa. Tomam algumas novas medidas e produzem alguns novos resultados.

http://www.foreverliving.com.br/distribuidor/124/marcelorodrigues/


     Pense nisso. Qual é o único item, o único benefício que você tem hoje, a mais que ontem? .A resposta, claro, é experiência. Pessoas que temem o fracasso fazem com antecedência representações internas do que poderá não funcionar. É isso que não lhes permite tomar a única medida que poderia assegurar o cumprimento de seus desejos. Você tem medo de fracasso? Bem, como se sente sobre o aprendizado? Você pode aprender com cada experiência humana e pode, por meio disso, ter sucesso em qualquer coisa que faça...

http://www.foreverliving.com.br/distribuidor/124/marcelorodrigues/

CRENÇA 3: Qualquer coisa que aconteça, assuma a responsabilidade. Outro atributo que os grandes líderes e realizadores têm em comum é que operam a partir da crença de que criaram o mundo deles. A frase que ouvirá com freqüência é: "Sou responsável. Cuidarei disso" .

http://www.foreverliving.com.br/distribuidor/124/marcelorodrigues/

     Não é coincidência você ouvir o mesmo ponto de vista muitas vezes. Os realizadores tendem a acreditar que, não importa o que aconteça, seja bom ou mau, eles o criaram. Se não realizaram isso com suas ações físicas, talvez o fizeram pelo nível e teor de seus pensamentos. Agora, não sei se isso é verdade. Nenhum cientista pode provar que seus pensamentos criaram nossa realidade. Mas é uma mentira útil. É uma crença fortalecedora. Por isso prefiro acreditar nela. Acredito que geramos nossas experiências na vida, seja por comportamento ou pensamentos, e que podemos aprender com to- das elas.

http://www.foreverliving.com.br/distribuidor/124/marcelorodrigues/

    Se você não acredita que está criando o seu mundo, sejam seus sucessos ou fracassos, então está à mercê das circunstâncias. As coisas simplesmente acontecem com você. Você é um objeto, não um sujeito Deixe-me contar-lhe: se eu tivesse essa crença, partiria ago- ra e procuraria outra cultura, outro mundo, outro planeta. Por que ficar aqui se você é só o produto de forças externas do acaso?!.

http://www.foreverliving.com.br/distribuidor/124/marcelorodrigues/

     Assumir responsabilidade é, em minha opinião, uma das melhores medidas do poder e maturidade de uma pessoa. É também um exemplo de crença apoiando outras crenças, de capacidade sinergética de um sistema coerente de crenças. Se você não acredita em fracasso, se sabe que atingirá seu efeito, não tem nada a perder e tudo a ganhar, assumindo responsabilidade. Se você estiver no controle, terá sucesso...

http://www.foreverliving.com.br/distribuidor/124/marcelorodrigues/

CRENÇA 4: Não é necessário entender tudo para ser capaz de usar tudo. Muitas pessoas bem-sucedidas vivem pela crença útil de outras. Elas não acreditam que precisam saber tudo sobre tudo, a fim de usá-las. Sabem como usar o que é essencial, sem sentir necessidade de aprofundar-se em cada detalhe. Se você estudar pessoas que estão com poder, descobrirá que têm um conhecimento elaborado sobre uma porção de coisas, mas freqüentemente têm pouco domínio de todo e cada detalhe de seu empreendimento...

http://www.foreverliving.com.br/distribuidor/124/marcelorodrigues/

CRENÇA 5: As pessoas são os seus maiores recursos. Indivíduos de excelência, isto é, pessoas que conseguem resultados notáveis, quase universalmente têm um tremendo senso de respeito e apreciação pelas pessoas. Têm um senso de equipe, de interesse comum e unida de. Se há alguma perspicácia no conteúdo da nova geração de livros sobre negócios, como Innovation and Entrepreneurship, In Searc of Excellence, ou The One Minute Manager, é que não há sucesso duradouro sem relação entre as pessoas, e que a maneira de ser bem sucedido é formar uma equipe de sucesso que esteja trabalhando junto. Todos nós vimos relatórios sobre fábricas japonesas, onde trabalhadores e diretoria fazem as refeições no mesmo refeitório e o de ambos se entrosam para avaliar desempenhos. Seus sucessos refletem as maravilhas que podem ser realizadas quando respeitam as pessoas, em vez de tentar manipulá-las...

http://www.foreverliving.com.br/distribuidor/124/marcelorodrigues/

CRENÇA 6: Trabalho é prazer. Você conhece alguma pessoa que teve grande sucesso, fazendo o que odeia? Eu não. Uma das regras do sucesso é fazer um casamento bem-sucedido com aquilo que se gosta...

http://www.foreverliving.com.br/distribuidor/124/marcelorodrigues/

CRENÇA 7: Não há sucesso permanente sem confiança. Indivíduos que têm sucesso, têm crença no poder da confiança. Se há uma única crença que parece quase inseparável do sucesso é a de que não há grande sucesso sem grande confiança. Se você olhar para as mais bem-sucedidas pessoas em qualquer campo, descobrirá que não são necessariamente as melhores e as mais brilhantes, as mais rápidas e as mais fortes. Descobrirá que são aquelas com a maior confiança em si mesmas...


Do livro: Poder sem Limites - O Caminho do Sucesso Pessoal pela Programação Neurolingüística, de Anthony Robbins

Nenhum comentário:

Postar um comentário