domingo, 16 de outubro de 2011

Inveja

Muitas pessoas tem a ideia de que a inveja é um sentimento normal do ser humano, e algumas chegam a afirmar que conseguem controlar a inveja, é raro aquela pessoa que consegue afirmar que sente inveja de algo ou de alguém, pois o sentimento de inveja é destrutivo e negativo. O ditado popular " a inveja mata, a inveja destrói lares, a inveja pode sabotar seu negócio ou profissão, dentre outras mais" é a mais pura verdade, pois quem é alvo de inveja ou sente inveja de alguém está propício a um  bombardeio de sentimentos negativos e mesquinhos.
A inveja é uma revelação de falta de capacidade, de falta de confiança em si próprio e, pelo fato dela fazer tudo isso, acaba por sabotar seu crescimento em todos os sentidos,  destrói sua felicidade e a de seus entes queridos, destrói sua prosperidade, é um sentimento difícil de aceitar, muitas vezes somos pegos sentindo aquela pontinha de inveja e mesmo assim afirmamos que não somo possuidores desse sentimento. Quando sentimos inveja de alguém, estamos prejudicando a nós mesmos e também aquela pessoa no qual invejamos, pois ao sentir inveja estamos emitindo vibrações negativas para nós mesmos e também enviamos essas vibrações para a pessoa no qual invejamos,  É um sentimento difícil de se trabalhar pelo fato de não considerarmos que somos seres invejosos, mas então como se livrar desse sentimento tão negativo e destrutivo ? Para não sentir inveja temos que ser corajosos e mergulhar em nosso interior, e fazer a pergunta porque estou tendo esse sentimento? A inveja nos faz acreditar que nossas capacidades são diminutas, a inveja nos faz acreditar que não somos tão reconhecidos como merecemos ser, levando-nos a baixa estima. E a baixa estima começa todas as vezes em que nos comparamos com as outras pessoas, ao se comparar com as outras pessoas inevitavelmente iremos encontrar coisas e características que são melhores nos outros  do que em nós .
Uma das maneiras de controlarmos a inveja é parar de dar atenção naquilo que lhe causa a inveja, não fique se corroendo com o sucesso da outra pessoa. Procure se concentrar em você mesmo, observar a nós mesmos, observar a nossa própria história, dessa  maneira estamos dando valor a nosso próprio eu, estamos nos concentrando em nosso próprio desenvolvimento.
Aí sim, livre desse sentimento destrutivo, basta caminharmos para o inevitável sucesso. 

4 comentários:

  1. Caro Marcelo bela a sua postagem! Gostaria de ressaltar que ainda tem gente que maquia a inveja como uma inveja boa, isso não existe inveja é inveja.
    Mas um detalhe importante ai vale a pena ressaltar, não devemos comprar as pessoas e sim comparar nós e nossa capacidade de visão, de mudança para chegar aquele patamar que o colega alcançou, não invejar e sim descobrir qual caminho trilhar para chegar ao mesmo ponto ou até mais alto e isto é possível, treinando a mente para que o sucesso dos outros sirva apensas como uma catapulta e nos empurre para cima, devemos então crescer com o sucesso dos outros e não nos sentirmos diminuidos.
    Forte abraço!

    ResponderExcluir
  2. Olá amigo Luciano!
    Concordo com sua colocação, não existe inveja boa, isso mesmo: Inveja é inveja! Boa colocação!
    Se mudarmos o foco, ao invés de invejar os possuidores de sucesso e sim parabenizá-los, iremos também mudar nossa vibração do diminutivo para o aumentativo, como comentou !
    Obrigado pelo seu comentário e sua participação!
    Desejo que você realize todos os seus sonhos!
    Muita Luz, prosperidade, felicidade para você e toda a sua família!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa Noite Marcelo! Gostaria de participar deste comentário com uma orientação que desde muito jovem criei para que a Inveja não me atingisse. Sempre que se manifestava em alguém este tipo de sentimento para comigo, eu imediatamente pensava, "mais um que gostaria de ser EU e não consegue que Deus o abençoe!" Com esta atitude não peeritia que a inveja de outros me afetasse. Paz Profunda a Todos. Carlos Barros.

      Excluir
  3. Gostei muito do artigo, há um tempo venho tentando me livrar de um certo sentimento de inveja, aceitei que estou tendo mas não quero nutrí-lo...

    ResponderExcluir