terça-feira, 24 de setembro de 2013

Criações Mentais - Lei das Manifestações


CRIAÇÕES MENTAIS
LEIS DAS MANIFESTAÇÕES
Toda a nossa caminhada terrena tem por finalidade a realização do bem comum. Entretanto, como nos será possível oferecermos a outros, condições que sequer conseguimos manifestar em nós mesmos? – Temos, então, nesta pergunta a seguinte resposta: O tamanho da sua doação será proporcional a sua Bênção Isto nos parece chargão religioso, mas, não é – É UMA LEI MENTAL. Quando doamos espontaneamente estamos ajudando o Cósmico na manutenção e preservação da Vida como um Todo Natural. Com este simples Conhecimento já se poderá ter a certeza de que seremos capazes de viver melhor conosco mesmos e conviver de forma diferenciada com os outros.
Tudo aquilo que fizermos em detrimento ou em benefício de outros, inegavelmente, estaremos manifestando LEIS OPERANTES que atuam em consonância com a nossa maneira de pensar e agir.
Na decorrência da Vida vamos aprendendo por mérito natural estes conceitos e deles iremos tirando aprendizagem, mas, como tudo aquilo que segue os padrões da naturalidade não sofre consequências relativas ao tempo e ao espaço, porque a Natureza em sua pacienciosa Sabedoria não faz cobranças sobre o evoluir com menos ou maior rapidez, tem como Consciência Primordial a Sapiência de que, independente, de tempo todos evoluirão. Por esta razão a humanidade ter se arrastado durante milênios como joguete das circunstâncias para poder chegar ao estágio que hoje se encontra. Se desejarmos, nos é facultada a condição de acelerarmos nossa evolução com a possibilidade, inclusive, de ganharmos algumas Vidas de Brinde sem precisemos cumpri-la na Matéria disciplinadora do Mundo em que escolhemos para reencarnar.
Mas, voltemos as Criações Mentais!
Muitas vezes, recebemos determinados agrados de nossos semelhantes e não sabemos a razão, em alguns casos, aparentemente, sem razão, dedicamos estes brindes como se fossem obras de simpatia, afeto e até amor, porém, estão eles enraizados na Inexorável, mas, disciplinativa Lei de causa e efeito, ou seja, ninguém ganha nada por acaso e sim por mérito de retorno, e quando o contrário, também, acontece, inconscientemente, é porque estamos retribuindo uma dádiva recebida e nos faz muito bem aquele ato.
Quando praticamos o bem somos regozijados na Lei que prepara a lavoura para vir a dar frutos, por esta razão no campo das mentações somos constantemente lembrados de que “aquilo que semearmos se irá, indiscutivelmente, colher”.

O DÍZIMO
Não acredito no dízimo feito a base de dinheiro, porque a Divindade que nos Criou a Sua Imagem e Semelhança não nos cobra nada em moeda financeira.
Quando nos dizem: para que sejamos prósperos precisamos doar dez por cento do que ganhamos, como salários de nosso trabalho, para determinadas instituições é necessário que saibamos que tipo de doação em forma de dízimo Deus na Sua Suprema Glória nos pede a Seu favor.
Ele nos pede, apenas, o Dízimo do Tempo, ou seja, que durante o dia teremos um tempo disponível para levarmos o nosso pensamento até Ele e a duração deste momento não importa, o que vale é a forma como O Pensamos em Nós.
Desta maneira estamos sendo dizimista de Deus.
Porém, quando participamos de uma instituição é necessário que tenhamos a Consciência de que precisamos ajudar da preservação e manutenção daquele espaço que nos recebe para que possamos comungar com outros irmãos por buscas de princípios elevados.
Existe toda uma sustentabilidade para que o bem-estar coletivo venha a acontecer em vibração uníssona das partes envolvidas aonde, então, os mais favorecidos poderão beneficiar aos menos abastados, para que sejam capazes, da mesma maneira, de encontrar as suas justas condições de um viver bem, este processo chama-se doação espontânea em prol do bem-comum e não uma obrigação para que DEUS nos faculte ganhar mais dinheiro. Portanto, isto não é dízimo, mas apenas, sentimento solidário!
Nestes momentos de fraterno encontro doamo-nos em Nome do Altíssimo porque estamos dedicando-lhe um momento especial. Isto é Solidariedade, Caridade e Fraternidade. Esta explanação se faz necessário para que saibamos que somos livres, inclusive para doarmos e que esta doação espontânea sim, tem a condição de ser uma dádiva a ser consagrada na Grande Poupança Cósmica para manifestar-se como Bênção financeira na vida daqueles que sem a intenção do retorno o fazem por Caridade e Solidariedade.

A estes, com certeza o Universo conspirará a favor.
Ao bem da verdade é fundamental que se saiba que não somos obrigados a seguir qualquer padrão ou sistema ou acreditarmos que exista uma formula mágica para se ficar rico. A sua riqueza não precisa de formulas para se manifestar, a única coisa que a fará expressar-se é o seu pensamento disciplinado na riqueza, no seu Tesouro Secreto.
Acreditar sem sombra nenhuma de dúvidas que existe uma Lei Mental em seu interior que só aguarda que você afirme EU SOU MUITO RICO... PRÓSPERO... FELIZ... Ou seja, lá o que desejares. Lei esta que precipitará tudo a seu favor, mas, é você quem decide a hora para se por Rico, Próspero e Feliz.
Quando for definido mentalmente aquilo que queiramos para ser nossa fortuna façamos uma declaração ao Poder Cósmico e permitamos a sua ação a nosso favor.
Como escrevi anteriormente, é necessário que façamos uma promessa ao Poder Manifestador que aquilo que desejamos será de emprego justo e perfeito na consecução da Vida em todos os sentidos, principalmente no que se refere aos nossos semelhantes que durante muito tempo os deixamos sem que participassem das benesses que não eram nossas, mas, Empréstimos Divinos para usufruto humano e a maioria deles estavam, durante a nossa Ascenção dando sustentabilidade a Escada pela qual chegamos ao topo e será a eles que iremos responder com a dádiva da participação ativa.
Complicado?
Muito! Mas, este é o único caminho para que no fim do Arco-Íris seja encontrado o Pote de Ouro e Puro Ouro! Nesta promessa está a Chave do Cadeado Oculto.
Entretanto, preciso alertar, este juramento é algo que deverá brotar do Coração com um espírito de devoção e compromisso para com o prometido, porque ao Poder Cósmico não se consegue enganar. Senão teremos continuidade, apenas, daquela parcela que serve simplesmente a nossa sobrevivência e não levará muito tempo para que novamente estejamos mendigando possibilidades a DEUS e o pior, culpando-o pelos nossos fracassos com verdadeiros ataques de coitadismo.
Conscientes naquilo que prometemos e com forte intento em cumprir, podemos saber que tudo será possível e duradouro.

Como Agir a partir de então.
A conquista financeira é uma condição da maneira como pensamos e liberamos o Campo de abastança e Abundância a nosso favor. Gosto muito de fazer esta pergunta aos que me questionam: QUAL É O TAMANHO DA SUA RIQUEZA? – Dependendo da resposta, me manifesto afirmando:

A nossa riqueza não tem limites e que a sua pouca expressão está exatamente na proporção que nos condicionamos mentalmente para ela,
a qual quase sempre está conectada a necessidades
prementes que não condizem com a realidade substancial
que temos a nosso favor em matéria
de Tesouro Expresso.

A dificuldade em acessarmos os Mananciais baseia-se nas situações em que nos encontramos quase que rotineiramente, é adversidades que obstruem um livre pensar de nossa parte, não nos facultando as precipitações daquilo que almejamos.
Estas situações difíceis estão alocadas as nossas formas anteriores com relação às responsabilidades não respeitadas quando o Poder nos liberou condição. Porém, o Cósmico não guarda rancores, mágoas ou qualquer outro tipo de sentimento que não seja o da disciplina pelo desejo de aprender, assim vai liberando grãos de sustentabilidade ao invés de fartas proporções.
Desejo de aprender? – Sim!
Em algum momento somos chamados a reflexionarmos sobre as nossas Vidas.
O porquê chegou-se a determinadas condições sem a consciência do por quê? – Este por que não conseguimos definir de imediato por estarmos condicionados ao TER em detrimento do SER, entretanto, inconscientemente, temos a impressão de que este algo errado depende de uma forma que não nos é muito bem explicada, mas, que aos pouco vamos tomando conhecimento por vislumbres de certos atos que não condisseram com atitudes corretas. – Mas, e agora? – Então, estou fadado a viver em situações desfavoráveis, de penúria, de sofrimentos pelo resto de minha vida? – Não, ninguém foi criado para viver na miséria ou na dor do sofrimento sem fim! Nada é incurável e estão na Alma humana todas as soluções para os males que assolam a maior parte da humanidade a questão é desenvolvermos a capacidade de silenciarmos a Mente para podermos escutar as orientações da Alma e obedecermos a seus ditames para seguirmos os caminhos das transmutações de todas as condições adversas em benéficas a salutares.
SER OU TER... TER OU SER...
Ao somente desejarmos TER não seremos completos e os Mananciais serão limitados na sua doação, já ao SER tudo será facultado em Abundância e Felicidades Perenes.
Somos os Alquimistas de nossas existências, as transformações que se fazem precisas para tal monta estão latentes em cada âmago humano esperando que se tenha a coragem de abrir esta caixa de surpresas que todos somos.
Silenciemos nossa Mente por alguns instantes e permitamos uma conexão com as Forças Anímicas que nos habitam interna e vibram vertiginosamente em nossa periferia externa para que lhes entreguemos a ação da Realização Consciente.
Façamos uma parada para reflexão. (Continuaremos)...

Nenhum comentário:

Postar um comentário