segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Criações Mentais - Lei das Manifestações 5

CRIAÇÕES MENTAIS
         LEI DE MANIFESTAÇÕES V (Encerramento)
            Você é capaz de mudar qualquer condição por mais deprimente que lhe possa estar acometendo. Para tanto é suficiente que seja usado o seu estado reflexivo naquilo que é manifesto, não importa se as situações são de ordens depressivas, falta de emprego, falta de dinheiro, contas que não consegue pagar, relacionamentos que não se ajustam e a principal de todas que é a falta da Saúde. Tudo está ancorado na sua forma de como usou seu pensamento até agora, portanto, existem duas propostas somente que você pode determinar para si mesmo, continuar vivendo a forma em que se encontra desde que esta seja a ideal para você ou passar a viver de outra maneira, precisa-se aprender a VIVER BEM ou continuar-se VIVENDO MAL como até o momento. Tem-se por opção Vida, tomar-se a decisão de continuar a viver no inferno em que se vive ou permitamos a criação de um Céu do qual, todos são merecedores. Aqui está proposto o reflexo do que queremos para as nossas vidas.
            Quando nos permitirmos olhar para dentro de nós com honestidade e sinceridade verdadeiras, então, está dado o sinal de que podemos avançar sem Medo de sermos felizes.
            A Luz já não mais nos ofusca a Visão fazendo com que sejamos aptos a encarar aquelas limitações e fraquezas que nos obstruíam a jornada ascensional sem receio nenhum de sermos, ainda, afetados por elas, são de um Passado que agora servem, apenas, de pedras colocadas em um Alicerce Sólido sobre o qual estamos sustentados nos Elevados Princípios da Segurança, Fortaleza e Fé a Tríade que dão formação a Justiça e a Perfeição.
            Podemos dizer que de certa forma adquirimos a condição de Mestres sobre nós mesmos e estamos abertos à busca do diferenciado para realizarmosem nossas vidas. Entretanto esta Maestria pertence à disciplina da personalidade com relação ao mundo material, permitindo que o Ser em questão não seja mais um servidor das compulsivas exigências do efêmero e das futilidades vãs que o arrastaram durante milênios por caminhos obscuros, tortuosos e o pior, pegajosos como se aderentes fossem e era.Otornando escravo de suas opcionais necessidades. Como disse anteriormente a humanidade sofre falta por motivos de suas limitações serem mais salientes do que suas vontades, portanto, opcionais sim.
            Acredito ter deixado claro como poderemos elaborar esta caminhada para que sejamos conscientes de nossa condição essencial de SER que teve na sua estada até aqui uma absorção pelo TER.
            Esta forma que vivemos durante muito tempo, no final por entendimento, nos levou a reconhecermos que um dia pensávamos ter TUDO e na realidade não tínhamos NADA e agora que descobrimos que não temos NADA nos é facultada a condição de saber de que temos TUDO da Saúde Plena a Paz Profunda que somente os Mestres de si mesmos são capazes de encontrar.
            A falta de uma Consciência Justa é que nos conduz por caminhos tenebrosos e as fugas que encontramos para justifica-la estão em gastos financeiros além daquelas possibilidades que nos são condicionadas pelo meio em que vivemos e nos colocamos como partícipes e isto não podemos mais negar, e por mais que façamos para mudarmos o contexto temos a impressão de estarmos cada vez mais nos enredando em malhas pegajosas que aprisionam o SER em benefício do TER. Para estas teias ocultas não interessa o aperfeiçoamento do SER,elas querem mais é que deixemos de tentar possibilidades de Sucesso para que não as afrontemos e as subjuguemos a condição de simplesmente obstáculos da Evolução. Portanto, para encerrarmos precisamos entender que nada se consegue de imediato, porém, mediante uma perseverante vontade de se ver aquilo que almejamos como já realizado. Sem a perda da conexão com a Terra para que não venhamos a nos perder nos devaneios sem consistência efetiva.
            Toda a distância a se percorrer tem por início no primeiro ponto da partida, cada ponto acrescentado do outro vai construindo o caminho a ser percorrido até que pela coesão de vários pontos se atinge satisfatoriamente o espaço a ser alcançado. O mesmo acontece com a velocidade. Quando determinarmos chegar a uma específica velocidade tem-se como parâmetro inicial o marco zero, ou seja, a Inércia, na qual inserimos gradativamente o movimento que vai aumentando a sua proporção a cada passagem de segundo até que atinjamos a velocidade desejada.
            Compreenderam?
            Assim são com os objetivos que pensemos realizar, uma casa não se constrói de uma vez só, mas, todo elemento construtivo necessário é primeiramente pensado, escolhido e depois de adquirido, levado a obra receberá a ação da Força de Atração do Projeto para em seguida receber a Força da Coesão para vir em processo gradual a manifestar sua forma, a Obra Pronta do Alicerce ao Telhado (objetivo realizado no objeto).
            Para que possamos realizar todos os nossos sonhos não podemos negligenciar os pequenos e fundamentais passos, precisamos determinar por onde vamos iniciar para realizar.A caminhada é feita passo a passo e não aos saltos, pois, quando por algum incidente de percurso ela se manifesta aos saltos as quedas não são evitadas e muitas vezes com sequelas traumáticas. Todavia, quando elaboramos a caminhada com discernimento e focados no objetivo podemos ter certeza de que seremos premiados com a perseverança e a expressão será uma realidade duradoura incontestável.
            Pensar, Projetar, Determinar o Método de Alcance, Focar, Perseverar, tomar uma Respiração Profunda e se prontificar a dar o primeiro passo acreditando que o seu Milhão está enraizado em seu primeiro Centavo, que a sua Saúde Corpórea está no seu primeiro exercício para tal; a sua Saúde Mental está ancorada no seu modo primeiro de pensar. Todo FIM primeiramente precisa ter um Princípio e este você é quem escolhe como será o seu FINAL.
            SUCESSO A TODOS!
            EU SOU

Nenhum comentário:

Postar um comentário