segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

O INSONDÁVEL MISTÉRIO DO SER XII


O INSONDÁVEL MISTÉRIO DO SER.
XII
EU SOU, LUZ, SAÚDE PLENA E PAZ!”
Em nosso último encontro falamos sobre o Elohins Criadores os Supremos Arquitetos de nossos Universos (Corpos), onde constatamos termos a nossa disposição um Poder Imensurável e muito pouco acessado pela falta de informações. É também importante sabermos que os poucos conhecedores desta Sabedoria arriscam suas responsabilidades na liberação de tamanha gama de elementos, entretanto, a humanidade precisa tomar conhecimento destes fatos para poder iniciar uma caminhada de Libertação Plena, porém, se não arriscarmos estaremos sendo omissos na transformação do mundo, aonde é oferecido migalhas ao invés de um exuberante Banquete, que já foi prometido a mais de dois mil anos dentro dos quais fomos condicionados a saber esperar a hora certa para podermos sentar a Mesa e junto aos Mestres dos Mestres nos deliciarmos de iguarias jamais saboreadas por quem quer que seja.
Estas Pérolas da Sabedoria foram durante eras privilégios de alguns poucos. Podermos chegar à conclusão de que não importa mais quanto tempo levamos para encontrar este Tesouro, e sim que nos encontramos perante ele com a finalidade de podermos usufruir todas as suas benesses a nosso favor.
A Semente
Assim como temos na semente o Grânulo da Vida a qual depois de colocada em terra, e observem bem, não necessita que seja terra muito boa, incrivelmente, ela brotará e se permitirá dar alguns frutos, se for fértil, então, frutificarão a exuberância para satisfação e regozijo de quem a plantou, “O Seu Criador”, esta analogia pode ser repassada a cada um de nós que elaboramos nossos projetos aleatoriamente e sem nenhuma consistência como se os estivéssemos plantando em terreno infértil.
Cada um de nossos pensamentos emitidos representa aquela semente, como não observamos os momentos em que desejamos algo fazemos uma plantação aleatória em terra ruim, mas, se pararmos para pensarmos o desejado e o planejarmos passo a passo a sua manifestação teremos por mérito um campo de organização lógica que se encarrega de estruturar a ideia e a coloca na Câmara das Manifestações “A Imaginação” e lhe dá consistência necessária a uma boa e salutar colheita.
Por que o Corpo?
Ao desenvolver este trabalho dou a impressão de uma preocupação excessiva com o corpo físico e é uma realidade que não podemos deixar para trás esta condição. Por quê? – Porque o Corpo será o responsável por carregar uma Alma Imortal com características poderosas que se não puder contar com uma estrutura capaz de vencer todos os vendavais que se apresentarem não poderá se manifestar como Lei.
Voltamos a perguntar: Por que o Corpo? – Por ele estar, diretamente, ligado a Cadeia Atômica Universal é quem vai abrir as Portas das Energias Eletromagnéticas para atrair todo o desejado. No momento em que o corpo não tiver mais dificuldades com as adversidades do cotidiano, ou seja, ser afetado por vibrações inferiores ao que almejamos se posicionará de forma a receber e emitir somente formas pensamentos de ordem, criativas e construtivas o que fará com que todos os âmbitos de uma vivência saudável sejam atualidade palpável. Esta atualidade depois de fixada pela transmutação na tela Mental se manifestará, então, como uma Bela realidade.
Ao buscarmos o aperfeiçoamento do Corpo físico poderemos confrontar determinados conceitos de que a matéria é ignóbil e não merece a mesma atenção que damos a Alma, já se falou efusivamente sobre isto, mas, sempre é bom relembrar que é somente na matéria que temos a oportunidade de aprender.
Quando conseguirmos fazer com que se estabeleça um equilíbrio salutar no físico, permitiremos que a nossa capa de proteção (Aura) seja um escudo impenetrável das condições adversas e passe a receber somente aquilo que desejarmos por convicção em uma Vida Plena.
Este estágio está, então, conectado a Lei de Atração para o que é justo e perfeito.

A Conexão
A nossa conexão com o realizável benéfico é um atributo da lei Mental, que somente operará de forma ilimitada quando estivermos prontos na matéria.
A humanidade foi condicionada mentalmente a dar ênfase às qualidades espirituais em detrimento do corpo físico. Esta afirmativa poderá nos arremeter a aquela expressão que nos afirma termos buscado mais o TER em detrimento do SER, porém aparentemente, aqui temos o inverso, pois, buscamos o aprimoramento do corpo como se deixássemos para trás a “Salvação da Alma”, que tanto é solicitada nas camadas da religiosidade, esta salvação da Alma não existe a não ser nas entrelinhas das conjecturas inibidoras e disciplinativas para que não caiamos em “tentações”.
Não quero criar confrontos com religiões ou filosofias que defendem estas ações, e cada uma é a responsável direta pelas formas como determina que seus fiéis sigam suas diretrizes dogmatizadas ou não.
Alma e Personalidade e Vice e versa
A Alma não tem necessidade nenhuma de ser salva, porque não foi a Alma que se perdeu, ela, apenas, se encolhe para não interferir no livre arbítrio da personalidade, esta sim, terá que ser disciplinada e aperfeiçoada no Cadinho das Transmutações para permitir a expressão total da Alma Sábia, e maldito do homem que não de permite sofrer as investidas das tentações do mundo, porque será mediante elas que ele será medido e pesado; sobre elas que ele terá a capacidade de desenvolver o controle e não será fugindo delas que ele conseguirá isto, mas, se envolvendo com elas e não permitir que elas o envolvam como normalmente ocorre. Este domínio que viemos a bom tempo escrevendo, enquanto não acontecer esta qualidade manifesta o ser envolto jamais poderá ser chamado verdadeiramente de Homem.
Portanto, a Alma permite a atuação da Personalidade sem interferir na sua mecânica evolucional para que sozinha possa encontrar o seu bom senso estrutural para futura expressão da sua silenciosa observadora, a Alma.
A maneira como se desenvolve as necessárias reencarnações em corpo diferente é justamente pelo dom da Paciência de que a Alma é portadora. Este assunto é longo e exige reflexões sobre para que se possa assimilar nova postura neste campo anímico, deste modo, pertencente a sutilezas vibratórias purificadas são sentidos pelas percepções extrassensoriais a se desenvolver ao longo da Jornada.
A Atitude da Alma com relação à Personalidade na condução e manutenção do corpo físico é de Paciência e Perseverança Avançadas sem tempo nem medo de ser feliz, agora cabe a nós entendermos esta relação e conspirarmos a favor da Alma Imortal que deseja manifestar a Glória e o Poder da Graça Absoluta da qual é uma Emanação perfeita.
Um dia a Personalidade (nós) entenderá esta necessidade da Alma e passará a buscar informações que ajudem a sua Libertação, Libertando-a, nos Libertamos e assim nos tornamos verdadeiramente em Homens.
Personalidade, Corpo e Alma se conectam e torna-se em, apenas, Um.
Esta Unidade abre as Portas de todas as farturas que o Universo tem guardado para a Humanidade que assim se qualificou a Ser.
A Unidade
Este caminho que Alma percorre para poder chegar a sua expressão maior que é a Unicidade em si mesma está na condição com que pensaremos nosso corpo e o que desejamos para ele vir a ser, assim sendo, aquela bilionésima parte de um Átomo falado, que leva o nome de Elohin Criador, irá gradativamente recebendo ordens renovadas e focadas no Equilíbrio Perfeito que irão modificando as suas ações aleatórias para operarem em uníssonos na consecução do Corpo Perfeito ou o Templo Sagrado da Alma Imortal. Cada vez que houver por esta determinação mental do Livre Pensador, (nós) um Átomo fragmentado consegue vibrar em unicidade consigo mesmo, conspirará a favor de que outros executem a mesma operação até que os primeiros Sete Átomos estejam vibrando na mesma sintonia e seja formado então o primeiro Arcanjo no Ser Humano.
Esta ação de unificação se realiza até que toda a Cadeia Atômica Humana esteja sintonizada em uma só Vibração e assim possamos chegar ao Arcano Humano ou o Transmutador em si mesmo.
Mais uma vez faremos uma pausa para podermos digerir este conhecimento e determinarmos se nos achamos capazes de manifestar esta condição equilibrante no Reino Humano ou se nos falta coragem para pelo menos tentarmos.
Desejo a todos muito sucesso!
EU SOU,
EL PENSATOR!
Carlos Barros!

Nenhum comentário:

Postar um comentário