segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

O Insondável mistério do Ser XXIX


            O INSONDÁVEL MISTÉRIO DO SER 

XXIX
EU SOU, LUZ, SAÚDE PLENA E PAZ!”
Átomos..., ou Semideuses?
A Arte de Meditar Conscientemente.
Encerramento com suas Fases Principais
Como foi visto anteriormente, com Auto perdão, somos reportados ao passado e nos Libertamos, sendo este o primeiro grande passo a ser dado na ação da Meditação. Devendo ser colocadas em evidências todas as suas propriedades de efeito consequencial.
Este processo se faz necessário para que não tenhamos a pré-ocupação com situações adversas na possibilidade vindoura, sendo a relembrança, apenas, um estado de análise comportamental que nos possibilitará a capacidade para tirarmos o melhor das situações repetitivas no Agora por estarem registradas com todas as qualidades na memória do Tempo que chamo de Mala e não é uma só não, a cada encarnação nova Mala adquirimos.
O desapego
Estas malas que carregamos do passado e que se encontram saturadas por pesos adquiridos durante a jornada terão que ser esvaziadas para que sejamos beneficiados pela meditação, caso contrário de nada nos adiantará colocarmo-nos em prática silenciosa se permitimos a ação degenerada destas condições malbaratadas que consentimos acumularem-se por incapacidade analítica.
A Verdadeira Libertação só se manifestará pelo desprendimento consciente e pela conscientização sobre o Exclusivismo Espiritual.
E é do cunho Libertador saber que todo o Conhecimento que se adquire na busca do atingível para determinado objetivo é nos cobrado como Dever Moral levar ao conhecimento de tantos outros quantos pudermos conduzir com a finalidade de que a condição se expanda e não fique, apenas, na beneficência do individuo e, desta maneira, todos sobre tal achado possam fazer usufruto. Porém, esta atitude não é muito usada pelo egoísmo acima citado.
Saber discernir sobre este conceito é evitar aborrecimentos na caminhada ascensional e todo estudante deverá se ater neste estágio para poder ascender a planos mentais elevados. Faz-se necessária a interpretação do para que se deseje algo, tendo em vista que o Espírito da Solidariedade coletiva é um bem potencial as manifestações justas e perfeitas.
Voltamos às fases da Meditação com a finalidade de frisarmos muito bem a sua condução e assim consigamos proficiência na sua prática.

AS FASES DA MEDITAÇÃO
Como primeira fase podemos seguir o auto perdão em momentos de Reflexão. Quando buscarmos um momento para meditarmos é importante que saibamos que é necessário nos libertarmos ao máximo possível de todas as condições pretéritas que possam estar nos criando adversidades por pensamentos ou mesmo por repetição de atos que nos deram motivos para sofrermos e desta maneira nos ocasionaram mágoas e mesmo daquelas que não somos passiveis de lembranças, mas que continuam no silêncio nos fazendo sentir humores diferenciados, são estas as que mais necessitam de nosso auto perdão, pois, não temos acesso sobre elas. Compreendeis?
Portanto, façamos uma reflexão e nos determinemos a perdoarmo-nos destas faltas que por consciência ou inconsciência praticamos.

A seguir: Estou me perdoando totalmente por todas as minhas ações passadas e presentes fazendo com que acabem aqui os seus efeitos nefastos sobre a minha existência, não permitirei deste momento em diante que qualquer coisa de meu passado possa interromper ou atrapalhar a minha ascensão evolutiva, faço desta afirmação uma Lei Inviolável em mim mesmo.
A grande verdade eu repito, é que somos carregadores de malas do passado e um dia teremos que nos libertarmos dessas formas destrutíveis para que possamos acessar os caminhos da felicidade.
A maneira mais adequada que temos a nosso favor para conseguirmos é a do auto perdão com Poder de Decreto sem a preocupação de estarmos sendo hipócritas, pois, aquilo que passou, passou, assim sendo não terá mais Poder de me atacar e muito menos de obstruir a minha caminhada adiante, assim devo pensar.
Quando desenvolvermos esta prática com proficiência, então, nos será permitido percorrermos caminhos seguros fortalecidos pela construção individual de alicerces sólidos executados em cima de experiências muito bem analisadas pela consciência. O passado não mais nos afetará, porém, ao nocivo comprometo-me a não cair em erro de repetição.

Adiante: A Intolerância Por não aceitar os outros como são, não entendendo as suas dificuldades que se encontram enraizadas, ainda na falta de discernimento espiritual eu me perdoo e perdoo a todos os outros seres que por ventura desta forma se dirigem a mim sem a gama do esclarecimento necessário que se faz condizente aos caminhantes da luz. Esta é uma prática dentro do auto perdão que fará toda a diferença na libertação individual e coletiva quando na busca pela harmonização dos contrários permitindo desta forma que se realize uma comunhão perfeita pelo equilíbrio alcançado, assim a Meditação atinge ponto alto no campo das Atrações Saudáveis.
Faço a mim mesmo uma promessa de que serei o mais tolerante possível com os outros com a certeza que desta maneira estarei agindo corretamente para a construção de uma vida e um corpo saudável, forte e feliz. Aceitando ao outro como ele é estarei sendo fiel comigo mesmo e poderei ir em frente sem maiores obstáculos.
Perdoo agora toda a minha Intolerância para com o meu Semelhante”
Assim me liberto dos dogmas e preconceitos que me escravizam”

Libertando-se: Eu alforrio na luz todos os obstáculos do medo. Visualizo-me em esplêndida extensão e expansão tridimensional. Com esta consciência vamos expandindo as Luzes que almejamos para que brilhem em todos os cantos e direções do Planeta, pois, se somos o Centro do Universo por que, então não enviarmos raios de luzes em todas as direções sem necessidade de onde se faz necessária a sua presença, assim trabalhamos na Lei do Perdão e na purificação da bagagem Cármica. Assim vamos iluminando mentes conhecidas e desconhecidas ao redor do mundo, mas, que indiscutivelmente, um dia, é bem possível que já tenhamos estado juntos e se ficamos devendo algo ou se ficaram nos devendo, perdoamos as nossas faltas e a dos nossos irmãos que passaram conosco pelo crivo da inexorável Lei de Causa e Efeito.
Ao interpretarmos o auto perdoar-se, colocamos nossa ação em um campo de iluminação desconhecida que tem por mérito a imediata transformação do processo devolvendo ao Sistema o Equilíbrio desejado e o Progresso volta.

E Libertando, também: Este é um caminho que não temos domínio sobre ele porque representa a Luz Inefável no âmbito humano, sendo a propriedade capaz de elevar os seres envolvidos ao conhecimento da liberdade plena, aquela que permite que não fique um grilhão sequer os aprisionando. Mas, cabe a cada um na hora da meditação expressar esta condição e determinar que o sentimento anterior jamais retorne para assombrar sua tranquilidade alcançada. Quando libertamos alguém na Luz estamos de certa maneira também nos libertando de todo o mal que acompanhava tal sentimento ou preconceito que se dava guarida.

Responsabilidades: Quando nos colocamos em condições de Libertação é bom sabermos que a partir de tal momento não mais nos sentiremos cobrados e da mesma forma não poderemos cobrar daquele que colocamos em campo de perdão, atitudes que não seja única e exclusivamente as de Harmonia pelo bom convívio, assim as responsabilidades desaparecem e o equilíbrio se faz presente para que tudo retorne a Paz que se tinha ou que se almeja. Portanto, não nos é do direito devolver a quem nos “ofendeu” ou com nós “falhou” a responsabilidade por tal pensamento ou ação praticada, este sentimento aflorado permite o retorno dos resgates saudáveis sem mais a necessidade do combate conflitante, algumas linhas filosóficas se referem a esta prática de o “Bom Combate”, também, conhecido como o “Combater sem Agredir” ou ainda, como dizia Krishina, a “Não Resistência”.
Porém, a responsabilidade da emissão de sentimentos e emoções por seres maldosos ou, apenas, mal intencionados pela inveja ou por qualquer outra razão que não sejam a de Harmonia, Amor, Verdade e Justiça é da capacidade de cada um para que não haja injustiças. Se chegar a conclusão do perdoar e for perdoado, todavia, se o outro não aceitar o pedido de reparação, não cabe mais ao solicitante o ônus da responsabilidade deixando que o outro siga sozinho na caminhada do despreparo até que lhe aflore na consciência a Inexorável, mas, necessária Lei de causa e Efeito que busca aos contrários para fundamentar a harmonização e assim não carregarmos fardos pesados por maldades emitidas por terceiros, significa que estamos perdoados, cabendo somente ao outro a dor do rancor ou da mágoa registrada na mente.
Não somos e nem devemos nos sentir responsáveis por aquilo que outros cometem contra nós, entretanto, sem esquecermos que em muitos casos somos permissíveis, mas, dignos do perdão, basta que compreendamos a Lei.

Respiração Consciente
No desenvolvimento da Meditação devemos ter em mente que temos por dever com o Cósmico o Respirar e Expirar a Liberdade. Tem-se que ter a certeza de que por mais complicada que se apresente uma situação ela não tem poder para nos aprisionar em suas malhas de vibrações maléficas ou simplesmente pesadas, saberemos definir que tudo que cruza o nosso caminho é passageiro e por esta razão não tem poder de fixação em nossa tela mental e assim como chega deverá se afastar. Quando for entendida esta mecânica saberemos que o Ar que respiramos tem propriedades inimagináveis para realizar de dentro para fora sem que sejamos omissos na sua ação, ou seja, quando inspiramos estamos buscando informações realizadoras e quando expiramos emitimos o desejado para a sua expressão. Assim, sabemos sermos soberanos sobre tudo que for maléfico.

Amar a Si mesmo é obrigação do Caminhante
Eu devolvo a mim mesmo a responsabilidade de me amar e me fazer sentir bem. Na decorrência e a prática continuada da Meditação busca-se o aprendizado do Amor a si mesmo.
Com esta atitude nos qualificamos mentalmente para assumirmos a responsabilidade de virmos a nos amar e fazermo-nos o melhor possível para nos sentirmos bem, Podemos definir como se prometêssemos a nós mesmos a seguinte proposta: Amarmo-nos, a ponto de desejarmos que sejamos a melhor companhia para nós mesmos. Assim passaremos a viver bem ao invés daquilo que vivíamos anteriormente a esta promessa. Para que possamos vir a amarmos nossos semelhantes de maneira incondicional é necessário que saibamos sentir em nós mesmos este Amor, primeiramente. Muitas vezes ele se apresenta em nossa tela mental como que fosse importante nos sentirmos únicos e absolutos, entretanto, este estágio nos conduz a vaidades e egoísmos profundos, mas quando desenvolvermos o Amor por nós mesmos da mesma forma como queremos que os outros nos amem, então estaremos galgando patamares sublimes de Luz, Saúde Plena e Paz, com desejo ardente de ver outros tão felizes quanto nós mesmos o somos. Diz uma grande máxima Esotérica: “Faça aos outros somente aquilo que gostaria que os outros vos fizesse”, este é o caminho do Amor Impessoal e Pessoal, para tanto não preciso depender de nada e de ninguém para me sentir amado e amando sem fronteiras, apenas, de mim mesmo!
Muito Amor e muita Paz em vossa busca pelos caminhos da meditação consciente.

A Transformação
Tenho que ser tolerante e paciencioso se desejo mudanças externas. Para que elas possam acontecer é fundamental que seja dado inicio a uma mudança radical, primeiramente, em nós mesmos. O mundo ou os outros jamais poderão ser mudados por minha vontade, porém, se em começar esta mudança em mim mesmo, então, presenciarei elas acontecerem da mesma forma do lado externo, porque os Universos Internos e Externos se refletem mediante exemplos praticados no subconsciente da personalidade ao que então contagiarão nossos conscientes conspirarão a favor e veremos modificações maravilhosas acontecerem sem que sejamos autocondicionados a pensarmos que tivemos alguma coisa com tal efeito. Pelo contrário, a única coisa que mudou realmente foi a nossa maneira de vermos o mundo e os outros, assim compreensão e tolerância se mesclam para realizarem em conjunto o milagre das conjunções harmônicas em prol de um Equilíbrio Perfeito.
Com este sentimento aflorado na hora da meditação pensemos da seguinte forma ou criem as suas condições favoráveis às mudanças que almejam.
Desejo que tudo aquilo que pratico de justo e perfeito seja reflexos nas vidas de meus irmãos humanos sobre o Planeta Terra. Não quero ser exemplo para ninguém, porém, desejo que haja um aprendizado benéfico e salutar a todos.
Desejo que aflore em todos como em mim mesmo salutares virtudes e princípios elevados como Ética, Estética, Moral, Amor, Compreensão, Fé, Gratidão, Solidariedade e Paz em todos os Corações. Assim vivo, assim gostaria que todos viessem a viver!
Acredito piamente que sou o responsável direto pelas minhas escolhas, que sejam então, dos mais elevados Princípios de Justiça e perfeição a Todos os Seres neste sistema ou em qualquer outro.

A busca Interior
Quando estivermos meditando, façamos uma visita em nosso Interior para vermos de que forma está agindo, façamos uma análise profunda com a finalidade de acordá-lo para realização de uma Vida plena e de uma Total Liberdade para as quais fomos verdadeiramente criados a termos e sentir.
Busquemos no Silêncio de nosso próprio Ser as condições para disciplinarmos pensamentos, não permitindo que nestes momentos sagrados eles possam atrapalhar nossos anseios com suas aparições aleatórias, nos criando dispersamento da meta que se almeja atingir. Controle e foco são as armas para uma meditação repleta de êxitos em sua finalização.
Retiremo-nos mentalmente do meio em que nos encontramos inseridos para podermos ascender a novas dimensões e alcançar visões d Novos Horizontes que nos facultarão acreditarmos nas condições que temos como sendo as mais favoráveis para atingirmos os objetivos que desejamos. Quando entendermos que o lugar que nos encontramos é o nosso lugar de acesso a todas as possibilidades por mais inimagináveis que possam parecer, como daquele Servente de Obras que trabalhava comigo que contei há um tempo. – Lembram? – Pois é! Ele simplesmente se transformou num fantástico e proficiente Servente de obras, comandando hoje em dia mais de duzentos homens na profissão de Serventia as Empresas de grande porte. Assim funciona, meditação, desejo e força se vontade se mesclam para realizar.

Reverência a Vida
Durante a Meditação é essencial que tenhamos consciência do Doce Mistério da vida. Quando reverenciamos Vida em toda a sua plenitude ele nos responderá com a sua sacralidade e nos brindará com as Forças e a Saúde Universal. Este é um louvor que devemos fazer constantemente a Deus pela Sua Bondosa Generosidade em ter-nos brindado com a Vida de si mesmo para que viéssemos a Ser potencialmente Imagem e semelhança.
Aprenderemos na Meditação a agradecer pelo dom do aprendizado que gradativamente vamo-nos aperfeiçoando perante o Cosmos e a natureza e, assim seremos capazes de interagir com os Poderes adjacentes a nós dentro dos Mundos que habitamos, físico e espiritual.

A Conexão com o Coração
Assim como todo sangue que passa pelo Coração é renovado, vamos aprender a renovarmo-nos constantemente, como se a cada instante não significasse mais nada em nossa vida presente a não ser a experiência adquirida, mas, que não tem mais poder nenhum sobre nós a não ser o de servir, apenas de embasamento para futuras manifestações.
É com o exemplo do Coração que podemos aprender esta função que só não nos manterá renovados eternamente como também nos libertará dos dogmas e preconceitos que enraizamos em nossos mentais/ativos com finalidades aprisionadoras como culpas, mágoas, rancores e traumas do passado. Na meditação aprenderemos que eles não existem, são apenas, lembranças que ficaram somente como marcas registradas em nossas mentes, porém, temos o direito e o dever de apagar para continuarmos a caminhada ascensional sem mais obstáculos às necessárias experiências.
Na meditação consciente nosso Coração tem participação fundamental no que tange aprimoramento anímico/consciencial e psicobiofísico. Sendo Ele o Poder Primordial do Corpo carrega a responsabilidade de executar a obra Corpo nos melhores padrões pré-elaborados na Bancada Sagrada do Supremo Arquiteto dos Mundos, entretanto, caba a cada indivíduo esta condição, fazer consigo mesmo o que melhor lhe aprovem, porque mesmo o Coração tendo um Poder Imensurável não é de ferro e segue a sua Missão enquanto a Mente for favorável, caso contrário pára, para recomeçar de novo. É uma Barbada!

Não busque do lado de fora o que está dentro de você
Na complexidade do Ser estão todas as possibilidades necessárias ao bom viajor. Internamente se encontram condições fantásticas de desenvolvimento pelo aprendizado com o Silêncio. Ao penetrarmos na Câmara Escura de nosso próprio Ser e Nela acendermos a Luz Inefável vamos encontrar uma infinidade de propostas a serem executadas nas periferias dos corpos físicos para deleite e felicidades supremas. Neste recôndito do Homem está a mais bela e exuberante forma de AMOR jamais expressada na Terra a qual Jesus nos deu um vislumbre da sua existência e olhem que já fazem mais de dois mil anos e ainda ninguém entendeu. – Por quê? – Falta de mergulho em si mesmo! Quando o homem penetrar nas profundezas de si mesmo encontrará todas as respostas, inclusive para aquelas perguntas que nem foram ainda emitidas, por se encontrarem no âmago da Criação. A Meditação Consciente tem esta propriedade de revelação, mostrando que o maior cabedal onde tudo se encontra armazenado neste Interior “Misterioso” é o AMOR UNIVERSAL, buscai-o e todas as coisas e respostas serão dadas.
É pelo Coração que serão apagadas todas as culpas e erros do passado, desde que se faça constantemente ou diariamente a prática do auto perdoar-se e a do perdoar, desta forma, câmaras contaminadas do Coração serão liberadas e desobstruídas por dores e sofrimentos propostos no passado para poderem acumular desta vez, experiências saudáveis com conotações de Criativas e Construtivas em prol de uma humanidade que espera, ou simplesmente de si mesmo, o que já é um grandioso passo na estrada da Evolução, pois, o Coração carrega em seu Interior as Energias Criativas e Renovadoras para vosso sustento físico e espiritual.

Resumindo:
Na Meditação Consciente nos é de fácil averiguação as condições que tivemos e quais foram as suas consequências sem que venhamos a sofrer qualquer ataque Psicológico de ordem instável, por ser pergunta para aprimoramento e não condição de cobrança, mas, simplesmente, apuramento.
O segundo passo é sabermos se ficou alguma coisa registrada em nossa Tela mental com relação ao nosso semelhante, como: mágoas, rancores, ódios ou qualquer sintoma que não faculte uma aproximação pacifica e harmônica, sem encontrarmos algum registro neste sentido, deveremos mentalmente buscar o Mental referente à adversidade e estimularmos uma forma de aproximação sem que haja confrontos para a realização da continuidade dos dissabores que tanto prejuízo criou. Neste passo se encontra, talvez, a decisão mais difícil no campo das Libertações, ou seja, se Libertar e Libertar o outro, permitindo que haja um desprendimento do problema gerado no passado e valioso cobrador no presente, interrompendo, inclusive uma caminhada segura no futuro. Digo valioso porque, será sobre ele que precisamos trabalhar com afinco para encontrarmos a Paz que se almeja. Posso ser perguntado agora: Não sou obrigado a ficar aqui lendo e aceitando este monte de baboseiras? – Abri esta página por acaso, preciso ler? – A resposta é muito mais simples que se possa imaginar! – Se abriu a página, não foi por acaso, mas, por que, talvez aquilo que aqui se encontra escrito esteja relacionado e tenha alguma coisa a ver com a sua experiência na vida, desta maneira, o questionamento não é mais para quem escreve, mas, para quem lê, pois, algo profundo em si mesmo falou com razão para a sua emoção.
Acima quando escrevi sobre a Grande Viagem que empreendemos neste Oceano chamado de Vida, mesmo que tenhamos que aprender a timonear nossa NAU Individual é correto e sabido que todos nos encontramos dentro de uma Embarcação muito Maior que Onibarca todas as outras menores com a finalidade de orientá-las no enfrentamento das tempestades que advirão, assim vamos dia após dia sulcando as desconhecidas águas mentais descendo ou subindo as correntezas espirituais que nos moldam para a Eternidade. Portanto, não é por acaso que abriram esta página, mesmo que na complexidade de sua explanação inegavelmente você está despertando para uma realidade espiritual não muito conhecida e, também, pouco buscada.
Para que possa haver uma inteiração consciente e possamos nos mesclar nas benéfica e salutares ondas eletromagnéticas de Luz, Saúde Plena e Paz será preciso que aprendamos a centrar nossos pensamentos ou, a nossa mente naquilo que nos deu satisfações se, não conseguirmos desviarmos a atenção de problemas, então, centremos nossa atenção na respiração e a deixemos operar o milagre da transformação, todavia é preciso que sejamos conscientes destas atitudes mentais dentro da meditação que executamos, somente assim receberemos os benefícios que dela se espalharão sobre nossos corpos e mentes.
A Grande verdade é que a humanidade se encontra fazendo uma Viagem violentamente tumultuosa e em sua maioria não sabe para que lado correr, como diziam os mais antigos como eu, por exemplo: estamos em uma jornada tão complicada que em determinados momentos somos “muito parecidos com Cusco em tiroteio no meio de uma multidão”, é um camuflado caos que cabe somente a nós o dever de buscar o direito que temos de ser Feliz.
Meditar diariamente nos ajudará a encontrar um caminho seguro para que se estabeleça uma conexão com o espiritual sem que se perca a identidade com a Terra. Nem sempre em uma só encarnação se encontra aquilo que se busca, porém, é fundamental que não se perca o ânimo e a perseverança no que se almeja, mesmo que não saibamos o que realmente encontraremos a frente neste vasto e desconhecido Oceano denominado Vida, pois, os conhecimentos adquiridos é que irão lentamente removendo os Véus que obscurecem a visão e entendimento, nos brindando com o discernimento para futura compreensão.
É sabido de todos que temos uma Missão a cumprir, mas, inegavelmente, não conseguimos falar sobre Ela por não sabermos verdadeiramente de que se trata, portanto, meditem incansadamente para compreensão do porque é que vos encontrais aqui neste campo de aprimoramento.
A meditação consciente tem esta propriedade em seu praticar, desenvolve a condição de buscador no praticante, reportando-o a uma situação cômoda de discernimento sobre o significado da Missão Cósmica para a qual estamos pré-destinados a cumprir.
Conseguiremos analisar com segurança o que representa este pré-destino? – Até que ponto ou momento nós temos controle sobre ele ou se estamos por ele sendo controlados? – A mudança depende de nós mesmos, mas, é preciso muito trabalho e dedicação para que sejamos capazes de estabelecer uma Vida Plena Duradoura.
Tudo é uma questão de entendimento, e será o próprio discernimento sobre o destino que nos orientará a seguir seus ditames, ou mudarmos o seu curso de acordo com a nossa condição pelo evoluir consciente!
- No Silêncio da meditação se alcança estados de relaxamento que nos faculta interagir com as forças vibratórias da Energia que fluirão através dos corpos elevando as consciências e seus graus de vibração, permitindo um esvaziar da mala cármica que carrega consigo bagagens envelhecidas e viciadas que atrapalham em muito um seguimento saudável. Este novo comportamento nos ensinará a deixarmos para trás tralhas limitantes e nos conduzirá ao Ilimitado Sentido do Ser que voará a amplitudes inimagináveis.
- A meditação não é uma prática a ser feita com situações específicas, mas, uma condição diária em nosso viver, é muito importante que sempre que se tenha uma dispersão mental e que possamos sentir estar se aproximando uma forma adversa, devemos nos recolher mentalmente e voltarmos a centrar o pensamento naquilo que se almeja encontrar sob os auspícios da Paz Interior, por esta razão ser fundamental no cotidiano viver tentar-se lembrar com frequência todo o processo calmante que foi atingido na hora em que treinamos a meditação e trazido à lembrança as suas experiências para este Aqui/Agora.
Centrar a atenção na Paz Interior não significa perdemos o contato com o Presente, pelo contrário, a técnica nos ensinará a concentrar Poderosas Energias para realização de um corpo Forte, Saudável, Seguro e uma Mente altamente Realizadora. Isto pode ser praticado em meio as suas obrigações e execuções no trabalho físico/sustentável.
Se for muito difícil seguir uma regra de controle mental em situações complicadas, então, desenvolvam a condição de nestes momentos passarem a prestar atenção em suas respirações e conscientemente verão que sem muito esforço toda a adversidade se esvai liberando-os daquilo que os faziam ficar apreensivos. Este procedimento os fará entender que em realidade tudo que vos afeta está relacionado a uma forma de Vibração proposta por uma observação, por um desvio de comportamento ou ainda por influências externas que normalmente não temos a capacidade para evitar, entretanto, poderemos impedir que continuem a nos prejudicar a Paz. Ao desenvolver-se o Poder de manterem-se centrados em sua Paz Interior, poderão observar que gradual e significadamente estão sendo protegidos por uma categoria de Vibração mais elevada do que a comumente estavam acostumados a sentir. É impressionante, como age o campo vibratório ao derredor do buscador sincero ao se comportar de forma correta ao seu Centro de Paz.
No desenvolvimento da Arte vão se agregando partículas energéticas conforme o sentimento interno do praticante fazendo com que seja criada ao seu redor uma proteção luminosa que em pouco tempo saberá ter um escudo a sua disposição para todas as ocasiões, independentes, se boas ou não, o qual lhe protegerá de tudo que possa lhe atacar por envio de terceiros ou por sua própria displicência.
Não perdendo o foco com o Centro Interior de sua Paz mais Profunda, não precisará mais preocupar-se com possibilidades perigosas e constrangedoras de ora em diante, pois, seu escudo evitará a entrada de forças adversas pela simples Gratidão de saberem estar sendo úteis e no foco mental de seu protegido. Agradecê-los pela manhã e a noite por suas companhias protetoras é uma forma muito forte de mantê-los em vigília constante. Vão Adorar!
Há muitos anos recebi de um Mestre uma afirmação para àquelas horas em que me via atacado por vibrações que não condiziam com minha vontade, assim passei a usá-la sempre que me via envolto em algo diferente, esta afirmação nos leva de encontro ao nosso Centro de Controle e Paz e permite que quase que imediatamente retornemos ao estado de tranquilidade. Eis a Afirmação: “EU SOU DOMINADO PELO SENHOR DA PACIÊNCIA!”
Ao repetir-se esta afirmação estaremos colocando em nosso campo periférico os elementos necessários para que estabeleça a Paz interior e, principalmente, que se estabeleça em nosso Centro Magnético evitando, então, a aproximação de formas indesejáveis!
Como pudemos observar a meditação não tem nada de Misterioso ou de difícil acesso, é apenas, um processo de seguimento, como qualquer outra coisa que fazemos para execução de um trabalho manual, por exemplo, no começo uma tarefa desconhecida nos parece bastante complicada, porém, conforme vamos praticando a sua repetição ela vai se qualificando ao ponto de quando menos esperamos a estamos praticando quase que automaticamente, assim deverão ser seguidos os comportamentos mentais para que possamos realizar sonhos.
O Segredo aqui exposto é que desta forma, Centrados somos capazes de virmos a permanecer em alinhamento paralelo com Forças Superiores e em ascendente atração as condições benfazejas carregadas de Luz, Saúde Plena e paz e muito Progresso!
Este é um Caminho de Transição em que teremos por dever reciclar o nosso passado e esvaziarmos a nossa Mala Cármica para que mais leve se torne nosso fardo e assim não venhamos mais a sofrer reveses físicos, morais e espirituais. Praticando a Meditação Consciente somos convidados a confiar em nossa capacidade Intuitiva que nos conduz por veredas seguras, apoiada, pelos Mestres Invisíveis que temos a nosso dispor nos Campos sutis da Espiritualidade que nos aguardam o Decreto para operarem o milagre em nossas vidas! É! É simples assim! E cabe a cada um escolher que quer para si! Se prontificar a aprender a Viver Bem..., ou, simplesmente, continuar a Viver Mal! Se o Inferno é nosso... O Céu, também, o É! Aqui sim, temos PODER de Escolha!
Quando fizermos da decorrência de nossas Vidas um Eterno Aqui/Agora Meditar, então, poder-se-á ter a certeza de que estamos Senhores sobre os nossos destinos. Chegaremos ao conceito de que não precisamos viver escravos das circunstâncias e muito menos criadores aleatórios de vãs consequências, pois aprendemos a controlar pensamento e ações e fazer deles nossos aliados e não mais algozes como até agora aparentemente se portaram pela nossa displicência e falta de conhecimento com os seus efeitos e nesta magnifica descoberta nós tomaremos consciência de que o Céu sempre foi o nosso Limite libertando em nós a capacidade de nos tornarmos Ilimitado perante Ele trazendo para fora a tão almejada Paz Interior ou o Ilimitado Céu em nós mesmos.
Que a PAZ SEJA PROFUNDA neste encerramento do Ano de 2014!
Desejo a Todos um Feliz Natal e um Ano Novo Cheio Bênçãos e Realizações!
Obrigado por lerem minhas elocuções!
Foi um privilégio ter estado convosco nestes anos!
Eu Sou
El Pensator
Carlos Barros





Nenhum comentário:

Postar um comentário